MEU POEMA

Vejo mansamente
Fluir de mim
Um gosto do impreciso
E do inacabado:
É o meu poema.

Meu poema sangra
Como mulheres!

Meu poema sorri
Como crianças ...

Meu poema morre
Como flores:
Eterniza-se ...

Mônica FSSoares

Comentários

  1. Eu gostei do seu poema ele é muito sentimentalista

    ResponderExcluir
  2. MÔNICA,AMEI OS POEMAS,SUCESSO! QUE VOCÊ ESCREVA MUITO MAIS.

    BEIJOS...

    VÂNIA.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas