sexta-feira, 31 de agosto de 2012

                                                          ESTRANHAMENTO

                                                                   
Já não o conheço.
E não sei o que virá?!
Se vento ou calmaria
Se chuva ou vendaval?...

Olhá-lo e não o reconhecer!
O que fizemos ?!
Em que Nós o transformamos ?!
O que somos?! Predadores?!
Deuses da devastação?!
Onde está o verde
Que se espreguiçava
Por inteiro?!...
Hoje ,filetes de lágrimas
Escorrem na paisagem!

O olho vê, a mão toca
O que era luz...
Só treva imunda,lamacenta
De restos a misturar-se
A vida!
Um deserto de olhos
choram retorcidos
Em cascas de árvores
Apodrecidos.

É preciso mais que visões!...
É preciso o abraçar do mundo
No amigo !
É preciso o cuidado perfeito!
É preciso 7 dias para reconstruir
O mundo!
Nossa única herança!

domingo, 5 de agosto de 2012

                                                              DO OUTRO LADO

DE UM LADO
O ÂNGULO OBTUSO
É QUASE OBSCENO.
A ALTURA É POUCA
E MUITO PEQUENA.

O VERDE É FORTE,
É IGUAL E VALENTE!

UMA RETA ONDE
TUDO NÃO É IGUAL
E NÃO PODERIA SÊ-LO
SE O OUTRO LADO
NÃO É COMO ESPELHO!

MÔNICA SOARES