quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O VER

É um território de imagens
distorcidas as ilusões.
Visões de um mundo
transitório e feliz...

Uma apoteose de rostos belos
onde carne e ossos
apenas desfigurarão...

A essência é uma fragância
que se tenta pegar
mas tudo que absorvo
está no ar...

ANDORINHAS




Fazemos parte de um mundo
que nos despe
e nos mutila.
Nossas faces de nada
sorriem e choram
por quase nada.
E mesmoassim como soldados
do amanhecer
somos andorinhas
á toa, á toa.
Sempre.